Celebs | Música Brasileira mostra força no exterior através do The Akademia Music Awards em Los Angeles
Por Pedro Araujo / Publicado quarta-feira, 17 abr 2019 23:46

Música Brasileira mostra força no exterior através do The Akademia Music Awards em Los Angeles

Mario Ghanna tem ampliado exponencialmente seu público com um som conceitual. Elementos de blues e música brasileira se misturam no disco ao vivo “Meio blues, meio samba”, lançado em 2018. De lá para cá, novos singles como “Isqueiro”, “Mãos ao Alto”, “Lírios” e “Dono do Mundo” reforçam seu estilo de fundamento e personalidade.

Também conhecido por apresentar roupagens de músicas já consagradas, alguns trabalhos viralizaram nas redes sociais. ‘Mano vodu’ – uma versão de Voodoo Child, de Jimi Hendrix – ‘Réu Confesso’, de Tim Maia, e Exagerado, de Cazuza, receberam guitarras havaianas. Mais recentemente, apresentou uma versão solo com guitarra semi-acústica para ‘Esquinas’, de Djavan.

Em 2019, vem aí o disco ‘O blues é uma mulher”. Segundo o artista, “o blues está visceral e as nuances de música brasileira estão bem evidentes. Sem falar nas histórias de variados temas contadas nas letras” analisa Ghanna. “O álbum tem romance, violência, sexo, poder… Ou seja, é uma trilha sonora da atualidade”,complementa o músico. Ele pretende, antes disso ainda, lançar um EP solo com 05 músicas para ‘dar fôlego e promover o disco novo’.

PREMIAÇÕES NO CURRÍCULO

Apesar de não gostar de se inscrever em festivais e premiações em geral, Mario Ghanna já coleciona algumas distinções em sua trajetória. Foi indicado ao Prêmio de Música de Santa Catarina, além de já ter concorrido ao Prêmio Multishow e ao Grammy Latino.
Em 2017, venceu o The Akademia Music Awards, em Los Angeles, evento voltado para música independente ao redor do mundo. Dois anos depois, é indicado novamente. A cerimônia acontecerá em 18 de abril, onde Mario espera trazer o prêmio para o Brasil.
“Fico feliz em defender a música brasileira no exterior. O Brasil é muito rico. Em 2017, quando venci o The Akademia, me surpreendi com a reação da galera ao ouvir minha música. Nós, brasileiros, temos essa insegurança de não valorizar nossos sons; para mim até que é bom, porque minha música vai ficando cada vez mais exclusiva (risos)”, brinca o músico.

ATITUDE

Ghanna mostra atitude e não foge de temas conflituosos, seja em suas músicas, seja nas redes sociais. Seus textos são sempre debatidos e muito compartilhados e, invariavelmente, afirma que sua causa é “não ter causa alguma”. “Defendo a liberdade de poder pensar, criticar e cobrar quem eu quiser. Hoje, a galera está escrava de um pensamento limitador, militante e covarde. Ficam endeusando político, o que não faz sentido algum. Não entra em minha cabeça um artista se comportar de modo tão subalterno. A arte é o respiro da crítica e da cobrança”, percebe Mario Ghanna.
“Infelizmente, como cidadão, e felizmente, como artista, vejo que minhas músicas têm potencial de serem sempre atuais. O ser humano é o mesmo, desde sempre, e o Brasil também”, arremata o compositor.

HISTÓRIA DE VIDA

Quem escuta o som de Mario talvez nem faça ideia das voltas que a vida lhe deu. Já jogou futebol em categorias de base, foi vendedor, advogado, professor universitário, professor para preparação em concurso público de juízes, promotores e procuradores (seus vídeos com dicas para estudo são conhecidos no meio dos concurseiros). Além de músico, é procurador da República, entre os três mais jovens a ingressar no MPF, tido como concurso mais difícil do país.
Essa vivência é encontrada em suas músicas. São histórias que vão de experiências absolutamente pessoais e únicas, até casos judiciais que teve de lidar envolvendo políticos corruptos. Vale lembrar: ele já foi processado e/ou representado por políticos, policiais, delegados insatisfeitos com sua atuação ou declarações, mas afirma que isso é comum na sua função. “Nem esquento, faz parte do jogo”, diz.
Mas, talvez, a especialidade do compositor seja a de relatar, de modo singelo, as nuances dos relacionamentos amorosos. Ghanna sai dos clichês para falar de amor e aborda pontos muito específicos da convivência humana, como se aquele detalhe que o ouvinte pensou que fosse muito particular estivesse sendo cantado na música.

PROJEÇÕES DESPRETENSIOSAS

Não sabemos onde pode chegar o som de Mario Ghanna. O músico diz ter muitos trabalhos engatilhados para serem lançados, inclusive alguns singles e um EP solo antes do novo álbum “O blues é uma mulher”. A ideia é lançar o disco novo em inglês também. “Não tenho pretensão nenhuma em ‘estourar’ para a massa, quero só fidelizar o meu público e fazer som da maneira mais honesta possível. Ter sempre shows agendados para estar no palco, me divertir e ter aquele frio na barriga”, afirma o cantor.
Difícil cravar Ghanna já assumindo um posto de novo nome de grande relevância na MPB. Porém, que é um interessante personagem a se acompanhar, não restam dúvidas.

Facebook: /marioghanna
Instagram: @marioghanna
Youtube: /marioghannaoficial
Streaming: https://ONErpm.lnk.to/marioghanna

Show ao vivo: ‘Meio blues, meio samba”:

Últimos singles:
– ‘De noite na sua cama’:

– Mano vodu:

– ‘Isqueiro’:

– ‘Esquinas’:


É permitida a reprodução desde que de forma individual (não de todas as matérias), citadas a fonte (Site Celebs.com.br) e créditos de fotos.