Celebs | Drauzio Varella e Fantástico se dão mal ao querer transformar criminoso em vítima
Topo
Por O Divergente / Publicado domingo, 08 mar 2020 20:56

Drauzio Varella e Fantástico se dão mal ao querer transformar criminoso em vítima

Todos devem ter visto a campanha promovida por solidariedade ao criminoso preso depois da reportagem de Drauzio Varella, aquele médico artista da Globo que acha injusta as prisões brasileiras [como se fosse fácil manter alguém preso se não fosse por terem extrapolado até os limites – quase inexistentes – da “justiça” do nosso país], sugerindo que por ser transexual não recebia ao menos “uma cartinha” de parentes ou amigos. Claro, a parte hipócrita sociedade que se importa tanto com as pessoas, presas, mas nunca com as vítimas, saiu numa defesa gigantescas nas redes sociais, e fora dela, dele que se denomina Susy, mas que na verdade se chama Rafael Tadeu de Oliveira dos Santos, com pessoas se oferecendo para visitá-lo, mandar cartas, até dinheiro (isso mesmo, tem “vakinhas” ao monte para ajudá-lo, inclusive juridicamente).

CONTUDO, o que Druazio Varella não quis te falar foram os motivos da prisão do homem: assassinato e ocultação de cadáver de uma criança de 9 anos.

Entrou na casa para roubar, subiu as escadas e a criança estava no quarto deitada, não sei bem como ele entrou, fechou a boca da criança. Ele contou tudo, normal como eu estou te contando”, disse a tia para o juiz do caso.

Segundo o processo “o revisionando praticou atos libidinosos consistentes em sexo oral e sexo anal com o menor Fábio dos Santos Lemos, que à época contava com apenas 09 anos de idade”.

Em sua sentença de maior condenação, o pedófilo e estuprador “matou o ofendido mediante meio cruel, consistente em asfixia, e se valendo de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, haja vista tratar-se de criança, com mínima capacidade de resistência.”

“Entrou na casa para roubar, subiu as escadas e a criança estava no quarto deitada, não sei bem e ele entrou, fechou a boca da criança e contou tudo, normal como eu estou contando.” também se lê.

Como sempre a solidariedade dessas pessoas esquerda/televisão é sempre com os criminosos, nunca com as vítimas delas. O site UOL falou em “tempos de cólera”, como se alguém estivesse odiando o rapaz por ser homossexual se nem ao menos sabiam de sua existência e os únicos que não se esperava enviar “cartinhas” era sua família que sabia dos motivos de sua prisão, e não por sua opção sexual, nem ao menos fez o básico do jornalismo que é levantar/comprovar motivos, antes de publicar, já que ao contrário da Globo, o motivo não foi apenas um roubo. Enquanto isso a Vera Magalhães já está nas redes sociais fazendo a defesa da mídia esquerdista, que como ela, não se importa com os fatos, mas com o lado, mídia que não se importou em publicar uma narrativa falsa, para ela talvez o resultado deve ser o que importa, seja em benefício do lado “certo” e que “o discurso seja bonito”, e isso funciona bem, Goebbels sabia disso.

Leia a sentença aqui.

Acompanhe o processo na Justiça

https://tj-sp.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/519792019/453266120158260000-sp-0045326-6120158260000/inteiro-teor-519792038?ref=serp

https://tj-sp.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/122391934/apelacao-apl-90001363920108260050-sp-9000136-3920108260050/inteiro-teor-122391944?ref=serp


É permitida a reprodução desde que de forma individual (não de todas as matérias), citado o autor, a fonte (Site Celebs.com.br) e créditos de fotos.

Comentários

FEMININO - CALÇADOS